sexta-feira, março 11, 2011

A mensagem da cruz e a pirataria evangélica

 H á alguns anos venho reparando que frases como "Jesus Te Ama e Ele quer te salvar", tem se tornado parte da nossa memória e história evangélica, memória para apenas aqueles que um dia ouviram essa mensagem. Hoje é muito comum ouvir "Profetizo vitória na sua vida", "Vai na benção", "Se Deus é por nós quem será contra nós", "Declara...", "Determina...", "Sou filho do Rei", "Você é filho da Promessa", "Eu comerei o melhor dessa terra" etc. Infelizmente esse evangeliquês gospel tem deixado a verdadeira mensagem da cruz em um plano inferior.

Mas porque isso tem acontecido? Porque o homem procura o seu próprio interesse, ele quer ser reconhecido, ter fama, sucesso, acumular riquezas, etc, almejam os primeiros lugares (Lc 14:7-14), até mesmo nas igrejas, o homem procura os lugares mais visados, todos querem ser pastores e pregadores, mas ninguém quer ser professor da escola dominical ou mesmo Pastor de Ovelhas, pois o verdadeiro Pastor dá a vida pelas suas ovelhas. Então o que temos vistos no meio evangélicos são predadores de ovelhas indefesas.


Essa mudança da igreja moderna, tem feito dela uma "Igreja Empresa", que precisa ser administrada corretamente, como se fosse uma empresa, onde não basta ser igreja, precisa ser grande, ter uma mega estrutura para fazer mais, precisar ter uma receita melhor, ter muitos membros, precisa aparecer na TV, ter um canal de televisão próprio, ter aviões, ter mansões e quanto maior, mais poder e mais unção a igreja possui, ou seja, uma igreja para ser bem sucedida precisa ter, ter, ter e não ser.

A igreja que até então era lugar para os feridos, os moribundos, os necessitados, virou lugar de celebridades, deu lugar aos carrões, aos bem sucedidos, aos filhos ilustres, aos pregadores astros, cantores estrelas que fazem congressos para milhares, participam de programas seculares, para anunciar um evangelho genérico gospel.

Nessas igrejas só há espaço para os vencedores, para filhos do Rei, filhos da promessa, os pobres, necessitados, moribundos, doentes da alma, ficam cada vez oprimidos nesses lugares, pois lá só podem participar do "culto" os filhos da promessas, aqueles que ostentam um "bem maior", quanto maior, mais poderoso, mais ungido. O engraçado é que isto se parece com a mensagem do Velho Testamento, pois era costume dos judeus medir a espiritualidade do homem pelo que ele possuia, como foi com Abraão, Jacó, José, Davi, Salomão e tantos outros. Aliás, esses personagens são constantemente usados como exemplos de vida vitoriosa nas mensagens positivista da prosperidade. Cade vez mais as igrejas tem pregado um evangelho triunfalista baseado no Velho Testamento, dão mais importância ao que fizeram Davi, Abrão, Isaque, Jacó, Moisés, José do que a mensagem de misericórdia e da graça no VT, pois foi pela graça que Abraão foi alcançado por Deus, não foi por merecimento, mas foi pela graça de Deus que Abrão teve a Isaque e que se tornou filho da promessa. A abertura do mar vermelho foi realizado pela graça de Deus, não foram dez razões da liderança de Moisés que fez o mar se abrir, a vitória de Davi foi mais uma demonstração da maravilhosa graça de Deus, pois aquilo que é impossível para o homem é possível para Deus através da graça, pois ela é de graça, como meu pastor diz, "vem de lambuja".

Mas, será que foi esta a mensagem que Jesus deixou na Cruz?

A verdadeira mensagem da cruz é o AMOR demonstrado por Deus através do seu Filho Jesus Cristo (Jo 3:16), que se fez pecado por nós, que levou sobre si as nossas maldições para que a salvação chegasse a nós, homens pecaminosos por natureza, foi por amor que Ele se entregou, não é por obras, não mereciamos nada além da morte.

Diga não a pirataria evangélica e ao evangelho triunfalista, genérico, fast-food. Chega de igrejas empresas.

Essa é a razão pela qual escrevo este blog, para anunciar um evangelho de salvação pela graça e não por obras ou merecimento, tudo isso por meio de uma fé, que foi gerada em nós pelo Espírito Santo, nos dado gratuitamente como um dom de Deus (Ef 2:10).

Nenhum comentário:

Facebook Share